i
Français | English | Español | Português

Grécia Economia

Os maiores bancos da Grécia foram aprovados em testes de estresse, informou neste sábado a Autoridade Bancária Europeia. A aprovação é um passo importante para a conclusão de um programa de resgate de oito anos que afetou a economia do país. Após realizar testes de estresse nos quatro maiores bancos da Grécia, o órgão regulador concluiu que as instituições têm capital suficiente para se proteger em caso de uma forte desaceleração econômica. [Leia mais...]
atarde.uol.com.br | 06-05-2018
A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) afirmou que a Grécia está a caminho de se recuperar da severa crise econômica que afetou o país, mas as perspectivas de crescimento a longo prazo são modestas e novas reformas devem ser buscadas. De acordo com o secretário-geral da OCDE, José Ángel Gurría, a economia grega deve crescer 2,0% neste ano e 2,3% em 2019, enquanto o país enfrenta uma crise financeira que já dura oito anos. [Leia mais...]
atarde.uol.com.br | 01-05-2018
Ministros elegem holandês Hans Vijlbrief como líder do poderoso Grupo de Trabalho que vai operar nos bastidores do Eurogrupo. Grécia tem de tomar mais medidas se quer receber 6,7 mil milhões a partir de fevereiro
feeds.dn.pt | 23-01-2018

A Economia da Grécia inclui-se entre as economias desenvolvidas. É capitalista do tipo misto, com grande participação do setor público e renda per capita de aproximadamente 2/3 daquela registrada nos principais países da Eurozona. Em 2009, a Grécia foi a 34ª economia do mundo, com um PIB de 341 bilhões de dólares (estimativa), medido em termos de paridade do poder de compra. A indústria responde por 20.7% do PIB, a agricultura por 5.1%, enquanto que o setor de serviços responde por cerca de 74.4%, com destaque para o turismo que gera cerca de 15% das receitas do país. Por outro lado, apresenta um déficit comercial constante, em 2009 as importações totalizaram 64 bilhões contra exportações de 21 bilhões. A Grécia é um dos países que mais se beneficiaram da união dos países europeus. Obteve um crescimento de 3,3% em sua economia após a união e vem obtendo taxas de crescimento na casa dos 4% desde o ano 2000, excedendo em mais de 1% a média da União Européia. A população ativa é de 4,93 milhões de pessoas. Em 2006, 17% estavam no setor primário, 20% no secundário e 63% no terciário. A partir de 2009, a Grécia enfrenta a uma importante crise econômica e das finanças públicas. A taxa de desemprego, que em 2007 era de 8.0%, passou a 9,5% em 2009, e segundo a Comissão Europeia, deve aumentar para 11,8% em 2010, e para 13,2% em 2011. O deficit orçamentário, em 2009, chegou a 13,6% do PIB. Segundo a Comissão, deve baixar para 9,3% em 2010 mas, em 2011, deve crescer um pouco, passando a 9,9% do PIB. O PIB da Grécia, por sua vez, deve cair cerca de 3,0% em 2010, e 0,5% em 2011. A dívida pública, estimada em 115,1% do PIB para 2010, deverá atingir 124,9% em 2011, o maior índice entre os 27 países da União Europeia. A Comissão projeta 3,1% de inflação, para 2010 e de 2,2% em 2011. Em abril de 2010, o governo socialista, eleito em outubro de 2009, pediu ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da Zona Euro para enfrentar a crise. Em maio, anuncia um plano de austeridade, visando reduzir o deficit público.


De dbpedia, licença creative commons CC-BY-SA
w3architect.com | hosting p2pweb.net
afromix.org | afromix.info | mediaport.net | webremix.info